Menu

quinta-feira, 30 de outubro de 2014

Hino da Portuguesa em Versão Rock'n'Roll

A coisa não anda boa para a Portuguesa. Após a virada de mesa de 2013, que a relegou à série B nacional salvando a pele do Fluminense, o clube desestruturou e nesta última terça teve decretado o seu descenso à Série C. Como testemunhas de toda essa vergonha proporcionada pela CBF, torcemos para que a Lusa se reconstrua e se fortaleça. 
Como diz a letra de seu hino, composto pelo cantor Roberto Leal e que aqui postamos em uma versão rock'n'roll interpretada pela veterana banda paulistana Salário Mínimo, 'na tua glória, toda a certeza que tu és grande, ó Portuguesa'! Vamos à luta!   

Hino da Portuguesa - letra

Vamos à luta, ó campeões,
hão de vibrar os nossos corações
Na tua glória, toda certeza,
que tu és grande, ó Portuguesa!

Vamos à luta, ó Campeões,
há de brilhar a cruz dos teus brasões
E tua bandeira verde-encarnada,
que é a luz da tua jornada!

Vitória é a certeza
da tua força e tradição
Em campo, a Portuguesa,
pra nós, és sempre um time campeão!(2x)


Veja também:
Kafka, Fluminense e Lusa no vergonhoso "Processo" do Brasileirão

quarta-feira, 29 de outubro de 2014

O logo da Copa da Rússia 2018


E mal saímos de uma Copa e já começa a se desenhar uma outra pela frente. Ainda que sob forte desconfiança internacional, ou talvez seja mesmo por isso, a Rússia não demorou para apresentar o logotipo oficial da Copa do Mundo Fifa 2018 reproduzida aí em cima. O lançamento teve direito à participação de astronautas e uma espetacular projeção no prédio do teatro do balé Bolshoi, como mostra o vídeo: 

Embora alguns tenham dito que trata-se de um 'plágio' do famigerado logo da Copa 2014, carinhosamente apelidado de 'Chico Xavier', eu particularmente achei bastante interessante. Uma pena que mais uma vez a maior festa do futebol esteja envolta em contextos políticos nebulosos, porque os primeiros sinais são de que uma grande e bela festa está por vir...
Veja também:
'Não Vai Ter Copa' Versão Rússia 2018

terça-feira, 28 de outubro de 2014

UGANGA: Teaser de novo videoclipe

A banda Uganga prepara o lançamento de seu novo álbum "Opressor", que será oficialmente lançado no próximo dia 10 de Novembro. Para promovê-lo, o Uganga vai lançar mais um videoclipe, dessa vez para a música "Casa". Assista ao teaser:
Opressor" foi gravado no Rock Lab Studios em Goiânia/GO e produzido pelo experiente Gustavo Vazquez (Black Drawning Chalks, Macaco Bong, Hellbenders). Lançamento da Sapólio Rádio com distribuição da Hellion Records e Voice Music, "Opressor" reúne 13 faixas e conta com participações especiais de Juarez Tibanha (Scourge/ex-Cirrhosis), Murillo Leite (Genocídio) e Ralf Klein da lendária banda alemã Macbeth.
Assista também ao vídeo da música "Guerra":
Mais informações:

segunda-feira, 27 de outubro de 2014

Lobão, o "coxinhão"

Neste domingo tivemos o fim da corrida  presidencial. Gostemos ou não, resultado democrático, ainda que por diferença apertada. E foi só a eleição terminar que começaram os pedidos para que o cantor Lobão deixasse o país, conforme o mesmo havia prometido, em caso da reeleição da nossa controversa presidenta. Não tardou para que o mesmo se manifestasse dizendo que para o 'bem da nação' resolvera ficar.
O que me deixa intrigado nessa história toda, é um cara como o Lobão, tendo no currículo ter encarado uma plateia enfurecida no Rock in Rio e ter pedido votos para o Lula em plena Rede Globo durante um 'Domingão do Faustão', tenha se prestado a esse papel de "criador de polemiquinhas" em redes sociais, transformando-se em piada nacional.
Não falo isso por sua mudança de opinião política - tem todo direito de fazê-lo, como qualquer cidadão - mas devido ao sentimento de ver alguém que eu até admiro artisticamente nessa situação. 'Decadence avec elegance'? Talvez sim, mas sem a parte da elegância. A continuar assim, nem os pombos irão querer jogar xadrez com Lobão...


Veja também:
Lobão: O Manifesto do Nada na Terra do Nunca (resenha)

domingo, 26 de outubro de 2014

Veja como foi o UNIFICA ROCKER em Votorantim/SP

Nossos parceiros do Unifica Rocker estiveram em Votorantim/SP no último sábado mais uma vez carregando a bandeira da música independente (veja mais fotos na página do blog no Facebook: http://www.facebook.com/namirablog)

O evento teve abertura da banda AUTOMOTORES tocando cover diversos, porém, com muita personalidade, mostrando amadurecimento e um repertório mais variado desde a última vez que os vi.
Na sequência tivemos o TROUBLEMAKER, com apostando em um repertório autoral baseado em seu EP de estreia SHEEP (ouça CLICANDO AQUI), que traz influências diversas do rock alternativo e do stoner rock. Realmente muito bom dentro de sua proposta. 
Por fim, o SULLIVANS com o seu 'grunoise rock', rótulo criado pela banda para definir sua mistura musical que inclui pitadas de grunge, punk rock e até metal, com letras muito bem elaboradas em Português (ouça CLICANDO AQUI).
O novo guitarrista Sérgio Lopes contribuiu muito para o crescimento da banda, no sentido de que, além de bom guitarrista é também um talentoso compositor, como atesta a música 'O que restou de nós' que tem lirismo e melodia para se tornar um hit, e faz um bom contraponto às canções mais pesadas do SULLIVANS.
O vocalista Marcelo Effe tem uma grande presença de palco, enquanto o batera Dan Sullivan e o baixista Diego seguram bem a onda na 'retaguarda'. Uma banda que sem dúvidas está pronta para palcos e público maiores!
Infelizmente por uma questão de tempo a banda PRESTTO não pode se apresentar. E o público, que como sabemos já não é muito grande para esse tipo de evento, mingou devido a outros eventos gratuitos ocorrendo na cidade no mesmo dia (o que também tem seu lado positivo, já que mostra que a cidade pelo menos culturalmente está viva). Parabéns as bandas pela garra e espero que continuem acreditando em seu trabalho que certamente em breve obterão maior reconhecimento.   

Veja também:
Palco Livre: Sullivans, Non Trivial, Automotores & Livro dos Dias

sábado, 25 de outubro de 2014

Review: Buckcherry: 'Fuck' (2014)

Faz tempo que queria escrever uma resenha do mais recente trabalho do BUCKCHERRY, o EP singelamente intitulado de 'FUCK'. Coincidentemente, somente agora às vésperas do segundo turno das eleições, encontrei inspiração real para tanto.
Duas curiosidades do EP: é o primeiro trabalho da banda pela sua própria gravadora. E talvez seja o primeiro álbum conceitual da história dedicado a palavra 'Fuck' que aparece no título de todas as canções. 

E a faixa de abertura 'Somebody fucked with me' poderia ter sido escrita por qualquer eleitor brasileiro  e traz uma letra raivosa, metralhando 'fucks' para todo mundo, mídia, políticos, sistema, etc., em uma levada pouco usual para o estilo do Buckcherry. Não chega a ser um Rage Against the Machine em termos de protesto, mas o resultado pelo menos é bem mais divertido.
'Say fuck it' é um contraponto bem-vindo. Trata-se de um cover do hit pop eletrônico 'Say love  it' do duo pop eletrônico 'Icona Pop'. A releitura teve a letra levemente 'Buckcherryzada' (incluindo um 'Crazy Bitch' no meio dos versos) e ganhou uns licks maneiros a la AC/DC. Resultado divertidíssimo (Josh Todd só não precisava usar um boné de aba reta no clipe, o que lhe deu ares de tiozão tirando onda de malandro).

'Motherfucker' é a típica faixa rápida do Buckcherry, com várias nuances bacanas em seu desenvolvimento e com aquele jeitão sleaze que faz a alegria de todos.

'I don't give a fuck' pode causar estranhamento a princípio, com o seu 'swing' atípico, mas é uma faixa extraordinária, e mostra a versatilidade da banda. Além de seu refrão ser um verdadeiro mantra que pode ajudar muito a se lidar com algumas opiniões por aí.
"It's a fucking disaster' seria a 'balada' do álbum, mas mais pela introdução e temática bastante melódica em que Todd mostra todo seu carisma, já que no verso a música descamba para uma levada quase punk que termina em um refrão sensacional.

Encerrando o EP, 'Fistfuck', um hardcore desses de sair pulando por aí e que vem coroar a diversidade deste trabalho que só confirma a grande fase do Buckcherry, que na modesta opinião desse blogueiro, é uma das mais relevantes da atualidade. 


Veja também:

sexta-feira, 24 de outubro de 2014

KAPPA CRUCIS grava primeiro videoclipe

Dando continuidade a divulgação de seu recém-lançado álbum 'Rocks', a banda KAPPA CRUCIS prepara o primeiro videoclipe de sua carreira. A música escolhida foi “What Comes Down” e terá a direção de Daniel de Sá (Hellish War, Andragonia).
Enquanto o vídeo não é finalizado, você pode ouvir duas faixas de 'Rocks', 'Invisible Man' e 'Strange Soul', nos players abaixo: 



O KAPPA CRUCIS é formado por F. Dória (bateria), G. Fischer (guitarra, vocal), R. Tramontin (baixo) e A. Stefanovitch (teclados). 

O álbum ”Rocks” pode ser adquirido através da Die Hard Records:

Mais informações sobre a banda nos links:


Veja também:
PRIMATOR divulga música nova

quinta-feira, 23 de outubro de 2014

Ouça música nova do MOTOROCKER


A banda paranaense MOTOROCKER divulgou em seu canal do Youtube a faixa título de seu novo álbum, "Rock Brasil". Confira:

O MOTOROCKER é formado por Marcelus dos Santos (voz), Luciano Pico (guitarra), Thomas Jefferson (guitarra), Silvio Krüger (baixo) e Juan Neto (bateria).
Para maiores informações, confira os links:

quarta-feira, 22 de outubro de 2014

Humor: Bruce Dickinson segundo a margem de erro do Ibope

Se tem uma coisa que foi destruída com essas eleições, foi a reputação dos institutos de pesquisa, que acabou virando piada nas redes sociais. E com todo o respeito que o Blaze Bayley merece, eis aí a nossa contribuição...

Veja também:

terça-feira, 21 de outubro de 2014

PRIMATOR divulga música nova

A banda paulistana de heavy metal tradicional PRIMATOR disponibilizou uma nova faixa que deverá integrar seu álbum de estreia 'Involution', que está previsto para janeiro de 2015. A faixa chama-se 'Black Tormentor' E traz uma sonoridade vigorosa que deve agradar em cheio os fãs do chamado 'metal tradicional'. Confira:

Para mais informações, acesse os links:
www.facebook.com/bandaprimator
www.soundcloud.com/bandaprimator
www.twitter.com/primatormetal


Veja também:
Palco Livre: Fire Strike, Hellish War, Dream Wild e Guerrilha