sábado, 12 de agosto de 2017

GOLPE DE ESTADO: show de 30 anos em Sorocaba em Setembro

A banda GOLPE DE ESTADO, um dos maiores ícones do Hard Rock nacional, estará de volta a Sorocaba no dia 22 de Setembro com o show que celebra seus 30 anos de carreira.

A abertura ficará por conta das bandas ULTRASSÔNICO e EYELINER.

O evento ocorre no NIXX CAFÉ. Mais informações em:

Veja também:

sexta-feira, 11 de agosto de 2017

KISS: Paraná Clube apresenta reforço com maquiagem da banda


Neymar? A maior contratação do ano acaba de ser concretizada: o meia VINÍCIUS KISS é o novo reforço do PARANÁ CLUBE para a disputa da reta final da Série B.

E a apresentação, pelo menos nas redes sociais, foi feita a caráter, com o jogador com a maquiagem da banda de quem ele herda o sobrenome (sim, KISS não é apelido).

Como já diziam os mascarados mais famosos do Rock: "You wanted the best, you got the best..."

Veja também:
Zagueiro do Corinthians canta com CPM 22

terça-feira, 8 de agosto de 2017

E se bandas clássicas inglesas fossem times da PREMIER LEAGUE?



E se as banda clássicas inglesas fossem times da Premier League? Essa premissa levou o designer Matheus Viana brasileiro a criar escudos e uniformes para os times bandas. Confira algumas imagens deste trabalho sensacional:




Para ver o trabalho completo, acesse:




Só acho que se alguma empresa de material esportivo comprasse essa ideia iria lucrar muito!

Veja também:
CORINTHIANS lança camisas inspiradas em bandas de ROCK

domingo, 6 de agosto de 2017

HELLISH WAR: 15 anos em defesa do Heavy Metal

Nesse mundo em que a novidade da manhã já está ultrapassada no início da tarde, de tantos modismos e em que pessoas que buscam "viralizar" para ter seus 5 segundos de fama, um artista ou banda que permanece fiel ao seu estilo merece todo o respeito.
É esse o caso da banda HELLISH WAR. Fiéis ao heavy metal desde sua fundação, a banda celebra 15 anos do seu debut "Defender of Metal" com shows em que pretendem tocá-lo e na íntegra e de quebra também nos presenteia com o relançamento de "Keep it Hellish", álbum lançado originalmente em 2013. A seguir você confere algumas impressões sobre esses dois grandes momentos do Heavy Metal nacional. 


DEFENDER OF METAL - REVIEW



"DEFENDER OF METAL" foi lançado em 2001, talvez no auge de popularidade do power metal (ouça no player abaixo).

É preciso lembrar que os anos 90 foram tempos bastante conflituosos no rock/metal.

Bandas icônicas como Judas Priest e Iron Maiden mudaram seus vocalistas; Metallica apareceu de cabelos curtos e com uma sonoridade mais acessível; até o Bruce Dickinson andou renegando o heavy metal. Tudo isso em meio ao surgimento de outras tendências como o Grunge no ínicio da década e o "pop punk" e o "nu metal" ao seu final.

Esse cenário demandava uma certa urgência pela auto-afirmação dos fãs do chamado metal tradicional, de certa forma "traídos" por algumas de suas maiores referências.

Por isso, se o álbum "Defender of Metal" soa um pouco ingênuo em sua concepção, ele se justifica justamente por ser um reflexo de sua época. É o típico disco que apaixonados pelo gênero gostariam de ouvir e que uma banda em início de carreira gravaria.

Musicalmente, ele emula as principais características das bandas oitentistas do estilo, com músicas rápidas e riffs de fazerem cabeças rolarem.

Toda essa garra pode ser percebida nas músicas que se tornaram verdadeiros hinos como "Hellish war"; "Living for the Metal"e "Defender of Metal".

Por tamanha honestidade e energia, o disco se tornou um dos marcos do metal nacional conquistando também repercussão internacional e merece ser redescoberto pelas novas gerações de headbangers.

TRACKLIST:
1 - Into The Battle
2 - Hellish War
3 - We Are Living For The Metal
4 - Defender Of Metal
5 - The Sign
6 - Gladiator
7 - Into The Valhalla
8 - Sacred Sword
9 - Memories Of A Metal
10 - Feeling Of Warriors
11 - The Law Of The Blade


FORMAÇÃO: 
Roger Hammer (vocal), Vulcano (guitarra), Daniel Job (guitarra), Gustavo Gostautas (baixo) e Jayr Costa (bateria).

KEEP IT HELLISH - REVIEW


Doze anos se passaram de "Defender of Metal" até "Keep It Hellish", que permanece o mais recente álbum da banda (ouça no player abaixo).

O sucesso do debut rendeu ainda um segundo álbum de estúdio ("Heroes of Tomorrow" de 2008) e um ao vivo ("Live in Germany", de 2010).

Com tamanha bagagem, não chega a ser surpreendente que "Keep It Hellish" mostre músicos e composições mais maduras. Mas o que se sobressai é que a garra e a energia do disco de estreia mantiveram-se intactas, garantindo um disco vigoroso e muito bem produzido, que pode facilmente figurar nas listas de melhores do gênero.

"Keep It Hellish" também marca a estreia do vocalista Bil Martins que conseguiu imprimir suas características, adaptando-se muito bem à proposta da banda e destacando-se com grandes interpretações. 

Destacam-se as faixas "Keep it Hellish" e seu coro fantástico; "The challenge", com seu andamento bem marcado e uma grande performance de Bil Martins. A rápida "Reflects on the blade" é outra das minhas favoritas. Temos ainda a instrumental "Battle at the Sea"mostra as virtudes da banda, em especial do guitarrista Vulcano em compor bons riffs e boas melodias. "Darkness Ride" e "The Quest" tem o tom "épico" na medida certa sem descambar para orquestrações pretensiosas.

Aguardamos agora o próximo lançamento da banda. Quem sabe mais um clássico ainda esteja por vir! Keep it Hellish!

TRACKLIST:
1- Keep It Hellish
2- The Challenge
3- Reflects On The Blade
4- Fire And Killing
5- Masters Of Wreckage
6- Battle At Sea
7- Phantom Ship
8- Scars (Underneath Your Skin)
9- Darkness Ride
10- The Quest

FORMAÇÃO:
Bil Martins (vocal), Vulcano (guitarra), Daniel Job (guitarra), JR (baixo) e Daniel Person (bateria).

Mais Informações: 

terça-feira, 1 de agosto de 2017

HIGHER: veja a banda tocando THE SIGN no Estúdio Fusão

A banda paulista de metal Higher continua trabalhando na pré-produção do seu segundo disco de estúdio. Mais da metade do álbum já está composta e boa parte do material já foi gravado.


Em meio às gravações do novo álbum, o grupo que é formado por Cezar Girardi (vocal), Gustavo Scaranelo (guitarra), Will Costa (baixo) e Pedro Rezende (bateria), filmou uma série de vídeos no Estúdio Fusão em São Paulo sob produção de Thiago Bianchi e Juninho Carelli.

O primeiro vídeo dessa série foi o cover de “Under Fire”, do Heaven’s Gate, divulgado no início do mês de Julho. Agora é a vez de “The Sign”, música presente no disco de estreia autointitulado de 2014. Confira no player abaixo: 

Outros vídeos dessa mesma série serão divulgados em breve.

Mais Informações:


Veja também:
AXES CONNECTION: A Glimpse Of Illumination (Review)

domingo, 30 de julho de 2017

PRESTTO: banda de Votorantim divulga novo clipe

A banda PRESTTO, classic rock aqui de Votorantim/SP, divulgou um novo videoclipe de seu trabalho autoral.

A música escolhida foi "A Marca". O resultado ficou fantástico e a mensagem do rock'n'roll como catalizador das emoções do dia-a-dia não poderia ser mais verdadeira.

Confira no player abaixo;

Mais informações:

quarta-feira, 26 de julho de 2017

Chester Bennington e os heróis trágicos do rock

"Espero morrer antes de envelhecer" é um famoso verso da canção "My generation" do The Who. 



Paradoxalmente, seus autores estão aí, "velhinhos" e na ativa, prestes a desembarcar no Brasil para tocar pela primeira vez no país.

Por outro lado, temos heróis verdadeiramente trágicos, como Chester Bennington, vocalista do Linkin Park, que tirou a própria vida aos 41 anos. 

A coincidência mórbida é que a data escolhida foi justamente o dia do aniversário de seu amigo Chris Cornell, que recentemente tomou atitude semelhante. Cornell tinha 52 anos.

Mas a lista de rockstars suicidas é um pouco mais longa. 

Kurt Cobain, Nirvana, 27 anos.

Ian Curtis, Joy Division, 24 anos.

Michael Hutchence, INXS, 37 anos.

Dave Leppard, Crashdiet, 25 anos.

Estes são apenas alguns casos famosos e confirmados, em meio a tantos outros relacionados ao abuso de drogas que levaram diversos talentos da música a uma morte solitária e precoce.

É difícil compreender porque pessoas talentosas, ricas e famosas chegam a decisão tão extrema. 

Alguns desses artistas como Cobain e Bennington sempre demonstraram em suas letras uma visão pouco otimista da vida. 

Talvez gritassem por ajuda. Por fazerem isso em público, receberam aplausos que aparentemente não foram suficientes para ajudá-los a superar seus conflitos.

Por outro lado, através de sua música auxiliaram milhões de adolescentes a superar suas próprias frustrações.

Eis o grande perigo. Se não nos cabe o julgamento moral desses artistas, também não podemos romantizá-los. Suicídio jamais pode ser considerado solução.

Por isso, caso esteja passando por um momento difícil, sugiro o exemplo de um outro astro do rock.

Freddie Mercury foi diagnosticado com AIDS quando a doença era uma verdadeira sentença de morte. 

Ao invés de se abater, ele gravou uma das mais belas canções de todos os tempos.

"The show must go on" é a última faixa do disco "Innuendo", o último trabalho do Queen lançado com Freddie ainda vivo.


Entre outras pérolas, traz os versos "Por dentro meu coração está partido, minha maquiagem pode estar se desfazendo, mas meu sorriso continua". 

Celebrem a vida de seus artistas favoritos pelas suas obras, não pelas suas mortes.


A vida é um show e esse show tem sempre que continuar.

Veja também:
13 REASONS WHY: 13 reflexões sobre a série da NETFLIX

terça-feira, 25 de julho de 2017

STEVE HARRIS joga futebol em Nova Iorque

O que faria um Inglês em Nova Iorque? Depende. Se fosse o Sting tomaria chá e tentaria impressionar alguém com seu sotaque (OUÇA AQUI caso não tenha pego essa referência).

Mas como estamos falando do primeiro e único STEVE HARRIS, baixista é líder do IRON MAIDEN, é claro que a única resposta possível é bater uma bolinha com os parças, como mostram essas fotos publicadas no perfil da banda no Instagram. A pelada antecedeu o último show da atual turnê mundial do Maiden.

É isso aí, Steve! FOOTBALL é um só! Up the Irons!
Veja também:
ANDREAS KISSER visita NEYMAR

segunda-feira, 24 de julho de 2017

ANDREAS KISSER visita NEYMAR

ANDREAS KISSER, guitarrista do SEPULTURA, teve seu dia de tiete ao visitar NEYMAR em BARCELONA.

O músico postou a foto acima em suas redes sociais com uma mensagem de agradecimento que pode ser conferida no link abaixo:

Veja também:

domingo, 23 de julho de 2017

Chester Bennington torcia para um clube da Segunda Divisão Inglesa


Muito se falou sobre o Chester Bennington em ocasião de sua trágica morte na semana passada.

Mas coube ao ótimo site Trivela apontar um curioso aspecto do cantor: norte-americano de nascimento, ele declarava-se torcedor do Ipswhich Town, atualmente na segundona inglesa.

O fato curioso deve-se a influência de seu pai. Saiba mais detalhes  e confira alguns vídeos bacanas lendo a matéria completa em:

Veja também:
Chester Bennington e os heróis trágicos do rock

sexta-feira, 21 de julho de 2017

GUNS N' ROSES: 30 anos de APPETITE FOR DESTRUCTION

Na última semana celebramos 30 anos de um dos álbuns mais importantes da história do rock. Guns n' Roses foi a banda certa na hora certa, ainda que no geral tenham uma discografia pobre para uma banda tão popular. 


Essa capa meio nojenta é a original que acabou sendo censurada e substituída posteriormente por aquela da cruz com as caveirinhas mais adequada ao mainstream. 

O primeiro contato que tive com o disco e a banda é curioso.

Eu devia ter uns 7 ou 8 anos (lembremos que as coisas demoravam mais para chegar por aqui) e fui a uma excursão ao Zoológico de São Paulo e ao Simba Safari (velhice detected). 

Foi um dos poucos passeios que eu lembro de ter feito sozinho com meu pai. E os moleques mais velhos do fundão do ônibus foram e voltaram ouvindo Guns n' Roses em seus "walkman".

Não tenho nenhuma foto desse episódio e pra falar a verdade lembro pouco do que vi no dia. Mas lembro das músicas que eu nem sabia do que se tratava.

Meio que como na letra de "Sweet Child o' Mine", esse disco "reminds me of childhood memories". Coisas que só a música proporciona.

Relembre o disco no player abaixo:
Veja também:
Entrevista: EYELINER

terça-feira, 18 de julho de 2017

Bamberg e Nenhum de Nós


"Sempre estar lá, beber e voltar..." Foi com esse versinho maroto parodiando a música "Astronauta de Mármore" que eu ganhei a promoção da cervejaria BAMBERG e da banda NENHUM DE NÓS em ocasião do "Dia Mundial do Rock"

A cervejaria produz a cerveja "Camila Camila" alusiva a um dos maiores hits da banda gaúcha, além das cervejas das bandas Raimundos, Paralamas do Sucesso, Sepultura e CPM22. 
No Kit da promoção, CD "A céu aberto" do Nenhum de Nós, um par de baquetas e de palhetas da banda, camiseta "ramonica" da Bamberg e cervejas Camila, Camila.
Não precisa nem falar que fiquei felizão! Valeu, Bamberg! Valeu, Nenhum de Nós!

Para saber mais:

terça-feira, 11 de julho de 2017

GORILLAZ promove camisa do CHELSEA com DAVID LUIZ

A Nike convidou o personagem 2D (também conhecido como DAMON ALBURN famoso pelo seu trabalho com o BLUR) da "banda" GORILLAZ para contracenar com o zagueiro DAVID LUIZ (também conhecido por querer apenas "dar alegria ao seu povo") no lançamento das novas camisas do CHELSEA. 

O resultado pode ser conferido nos vídeos abaixo:



Veja também:
CORINTHIANS lança camisas inspiradas em bandas de ROCK